Arquivo do mês: outubro 2014

Equilíbrio instável na Carne Doce

Carne Doce lançou seu primeiro disco, depois do EP Dos Namorados, com o nome da banda, em escala virtual. As 10 faixas produzidas por João Victor Santana foram gravadas no Coruja, estúdio do Hellbenders. Salma Jô (vocal) e Macloys Aquino … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

As tralhas do Mascate

As informações entram por várias janelas nas cabeças arejadas. Lá dentro, elas se trombam e se despedaçam. Fica uma bagunça danada. Cacos pelo chão, louça na pia, toalhas em cima da cama. Um elemento ordenador tem que entrar em cena … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Domenico mais quatro

Domenico Lancellotti já esteve em Goiânia por três vezes. Como baterista nas bandas de Gal Costa e Adriana Calcanhoto e num festival independente. Hoje ele volta com seu trabalho solo. No Centro Cultural da Universidade Federal de Goiás (UFG), Domenico … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

O pop não tem idade

Lulu Santos voltou a trabalhar com DJ Memê em Luiz Maurício, 25º disco de uma carreira que começou em 1982 com Tempos Modernos. A primeira faixa de Luiz Maurício é um remix de Memê para a canção que dá nome … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

As faces da mistura

Os shows marcados para a véspera do feriado atendem a públicos diferentes. Quem gosta um pouco mais de samba tem a oportunidade de encontrar o Sambô no Centro de Cultura, Esporte e Lazer da Advocacia de Goiás (CEL da OAB). … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Um salto no abismo

Um dos melhores discos da atualidade pop brasileira, Seis, é de uma banda paulista quase desconhecida, Lestics. O nome do disco é Seis porque se trata do sexto disco do Lestics. É legal repetir o nome da banda, sempre que … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Sem baladas fingidas

Fagner, é verdade que você fez aniversário na segunda-feira? “É verdade. Fiz 65 anos. Não sou muito de festa, ma agradeço os telefonemas que recebi.” Só não liguei antes porque não tinha o número. Rimos à toa, por nada. Então, … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário