Arquivo do mês: fevereiro 2015

Conversando com o Espelho

Espelho, Espelho meu, existem bandas mais diferentes do que Pink Floyd e AC/ DC? Calma, Espelho. Considerando que as duas são ícones do rock tradicional, que acabam de passar por uma série de perrengues e acabam de lançar discos novos. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Lá vem o Kuatto para ver o que é que há

Wesley Vieira (vocal, teclados) e Valdir Souza (bateria) acompanhavam duplas sertanejas em Goiás. Como eles queriam mais do que isso, resolveram montar uma banda. Deram a ela o nome de Kuatto. Por quê? O mistério é mais simples do que … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Cheia de amor pra dar

Transbordada é um disco de Paula Toller e Liminha. O produtor é parceiro da cantora em cada uma das faixas. Beni Borja colabora em Seu Nome É Blá e À Deriva pela Vida. Arnaldo Antunes entra em Será que Eu … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

No batuque do blues

O blues e o samba nasceram no mesmo berço. Foram embalados pela mãe África e vilipendiados por seus pais. O blues trabalhou como escravo nos Estados Unidos. O samba apanhou como escravo no Brasil. Ambos são responsáveis por uma parcela … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Adorei receber sua carta

Queria Ter Ficado Mais não é bem um livro. Não um livro como estamos acostumados a ler. Com páginas cheias de palavras costuradas dentro de uma capa. Está mais para uma espécie de correspondência. Não um livro sobre cartas ou … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Pela luz dos olhos deles

Meu caro Francis, me perdoe, por favor, se não lhe faço uma visita. Espero que estas mal traçadas linhas o encontrem com a saúde renovada. Que você e Olívia possam, finalmente, nos brindar, pimpão e serelepe, com esta linda homenagem … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

O retrato da alegria

Maria Alcina é um espanto. Na capa de seu novo disco, De Normal Bastam os Outros, ela aparece com a cara borrada de maquiagem. No encarte, um imenso cocar de penas roxas plantado na cabeça é um sinal de que … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário