Arquivo do mês: dezembro 2016

Como sonhar com um mundo melhor

Fim de ano é uma época de retrospectivas, melhores e piores disso e daquilo. Na segunda vida andam as resoluções de ano novo, metas que não serão cumpridas. Entre o que passou e o que virá, tropeçamos na realidade, ora … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Para terminar um ano pauleira

Os rapazes da banda carioca Highjack fizeram as fotos do encarte do CD Express nos corredores abarrotados de um supermercado. Bem bolado. O supermercado é o templo da homogeneidade, da repetição infinita de produtos iguais, separados em prateleiras catalogadas, com … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como se livrar de um pit bull

Dei de cara com um pit bull branco, de orelhas pontudas, na Alameda da República, que liga a Avenida Belo Horizonte e a J-10, no Setor Jaó, sexta-feira, 16, entre 9 e 9h30. Guardei tantos detalhes porque se trata de … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Sempre desobedecer. Nunca reverenciar

Belchior completou 70 anos em outubro e a gravadora Universal lançou uma caixa com três discos em comemoração. A distância entre o primeiro e os outros dois, que são próximos entre si, deixa no ar uma dúvida sobre a capacidade … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como escapar do precipício

Perdi meu celular numa viagem de férias. Ele ficou no táxi que nos deixou no aeroporto. Faz três anos ou mais. Não comprei outro. Uma boa terminologia para meu caso é que sou desonline. Meu modelo não era smartphone. Servia … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Força e leveza em mulheres do Norte

O refrão de Loba Boba, de Zeca Baleiro e Joãozinho Gomes, primeira faixa de Batom Bacaba, sexto disco de Patrícia Bastos, exige uma dicção apurada. Luz de Lampião, de Nilson Chaves e Joãozinho, em contraponto, oferece espaço para versos sertanejos. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como exorcizar a tristeza

No momento do clássico entre Barcelona e Real Madrid no Camp Nou, sábado, 03 de dezembro, os corpos dos jogadores e da equipe técnica do Chapecoense eram velados na Arena Condá. Uma celebração coletiva e uma comoção coletiva. O suprassumo … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário