Arquivo da categoria: Sem categoria

Como dançar o funk

Igor Prado estará em Goiânia, sexta-feira. Dá uma olhada na agenda e se liga. Sempre que Igor Prado visita a cidade, ele traz um convidado. Um cantor, uma cantora, de soul ou de blues, que arrebenta. O nome da vez … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como sair do cinema abalado

Duas notícias cinematográficas chamaram minha atenção, na semana passada. A primeira sobre o filme do Pantera Negra, com estreia marcada para quinta-feira. A segunda sobre o filme do Coringa, sem lançamento marcado. Um herói politicamente correto e um vilão alucinadamente … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como pular o Carnaval

Eu não sou de Carnaval, nunca fui. A camiseta Eu Não Sambo, de Oscar Fortunato, cabe em mim, perfeitamente. Não sou doente do pé. Só me resta a cabeça fora do eixo. Gosto de samba, de alguns. Ouvi muitos, bastante. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como ler jornal hoje em dia

O nome do filme novo de Steven Spielberg, The Post, é uma ironia com as postagens e compostagens da internet. The Post é do jornal The Washington Post, o que aumenta a dose da ironia em dois dedos, se pensarmos … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como dançar O Vira de novo

Millôr Fernandes disse uma vez que imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados. Um comércio desse tipo vendia de tudo um pouco, de comidas a tecidos. Sabe-se lá por que, Ney Matogrosso, João Ricardo e Gerson … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como ter uma coleção de vinis

O site Dust & Grooves é um dos meus endereços fixos na internet. Quando não estou trabalhando, é claro. O emprego exige visitas diárias aos sites de notícias. O subtítulo do Dust & Grooves é Adventures in Record Collecting. São … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Como ler poesia no sebo

Peguei um livro por acaso no sebo. [Poemas], entre chaves. Só isso. Simples assim. Na capa, uma senhora fuma, diante de uma xícara que imagino ser de chá. Atrás dela, numa estante, há livros inclinados. Ela tem os olhos fechados. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário